top of page
  • Foto do escritorWill Junior

LOURDES BARRETO


Na última quinta-feira, 23 de fevereiro, aconteceu no Theatro da Paz, o lançamento do “Puta Autobiografia” uma obra cultural que traz grandes histórias de vida e relatos de diversos momentos da trajetória de Lourdes Barreto, prostituta, atuante das causas sociais em prol das mulheres, fundadora de grandes movimentos sociais como a Rede Brasileira de Prostitutas, em parceria com Gabriela Leite, o Movimento de Promoção da Mulher e do Grupo de Mulheres Prostitutas do Estado do Pará (Gempac).


além disso a mesma também é integrante como Conselheira no Conselho Nacional de Direitos da Mulher e é componente da Plataforma Latino-Americana de Pessoas que Exercem Trabalho Sexual (PLAPERTS) e da Rede Mundial de Trabalhadores Sexuais (NSWP).


Lourdes foi muito além do que diziam que ela poderia ser, uma paraibana forte, que viveu durante a ditadura militar, ultrapassou preconceitos e, como a própria diz, foi puta com muito orgulho, termo esse que ela carrega no corpo em forma de tatuagem, casou, criou família, teve 4 filhos, 10 netos e 7 bisnetos.

Comments


bottom of page